fbpx
TIRE SUA IDEIA DO PAPEL! Seu ecommerce no ar em até 15 dias! SOLICITAR ORÇAMENTO

Marketplaces de moda: os principais para vender roupa online

Deseja vender moda em marketplaces? Confira esse guia de como começar e uma seleção completa de marketplaces.

Publicado em:

Nenhum comentário

marketplaces-de-moda
cta-blog-implementacao-ecommerce-desconto

Vender moda online é o sonho de muita gente – e existe um público gigante comprando. Uma pesquisa da Opinion Box identificou que 61% dos consumidores compram mais online do que em lojas físicas.

Vender em marketplace tem diversas vantagens – veja mais abaixo. Entre elas, a segurança que passa para o consumidor, já que existe um grande varejista por trás validando essa compra.

Uma outra pesquisa da All In, em parceria com a Opinion Box, identificou que 47% dos consumidores confiam mais nos marketplaces do que em ferramentas de busca, com o Google.

O que é um marketplace?

Marketplace é um ecommerce que vende produtos de outros vendedores – e esses vendedores possuem o estoque e são responsáveis pelo envio dos produtos.

Quais as vantagens de vender em marketplaces?

Alcança mais clientes

Sua marca chega a milhões de clientes online em sites estabelecidos e reconhecidos.

É uma ótima forma de alavancar suas vendas sem grandes investimentos.

Custo zero para começar

Não existe custo inicial para cadastrar sua marca e seus produtos (apenas o custo de ferramentas integradoras, como veremos mais abaixo).

Basta você ter o estoque dos produtos que deseja vender.

Zero custo fixo

Não existe custo fixo – apenas o custo variável referente a comissão dos marketplaces;

Você não precisa se preocupar com tecnologia ou atendimento

Se você não tem know-how no segmento, ter um ecommerce próprio pode ser um desafio. Com os marketplaces, você conta com a tecnologia de terceiros que já estão há anos no mercado.

Além disso, você não precisa ter uma equipe de SAC, já que todo o atendimento é feito pelo marketplace, inclusive o processo de devolução.

Desvantagens de vender em marketplaces de moda

Comissão alta

Muitas vezes a comissão cobrada pelos marketplaces, para cobrir custos de marketing e intermediação de pagamentos, pode ser alta dependendo da sua margem de venda.

Por isso, é fundamental fazer contas e entender qual é o melhor preço que você deve praticar.

Concorrência alta

Vender em marketplaces signifca concorrer com dezenas de milhares de outras lojas no Brasil todo.

Por isso, ter a estratégia certa de preço e produto é fundamental para o sucesso nesses canais.

Use fotos com boa qualidade e descrição rica em detalhes para chamar a atenção.

Além disso, fique de olho no preço da concorrência e ajuste, se necessário.

Pouco controle

Como a loja não é sua, você não tem controle sobre como e onde seu produto será exibido.

Além disso, você não tem gerência sobre as promoções da loja e campanhas de marketing.

Não há contato direto com o cliente

Esse é outro ponto negativo: o cliente não tem a experiência completa da sua marca, afinal, ele comprou em outro site.

Dessa forma, muitas vezes é difícil de criar um relacionamento com seu cliente e construir marca.

Por isso, é fundamental ter seu próprio ecommerce.

O que é necessário para vender em um marketplace?

O primeiro passo é ter um CNPJ – alguns marketplaces permitem o cadastro de MEIs. Depois, você deve acessar a página de cada marketplace (links abaixo) e efetuar seu cadastro.

Na maior parte dos casos, será necessário enviar a documentação da empresa e do responsável legal pela mesma.

Alguns marketplaces, como a Dafiti, não permitem vender produtos de terceiros (ou seja, apenas marcas próprias). A Amazon possui limitação de alguns produtos e alguns casos será necessário ter uma liberação da marca para vendê-la na Amazon.

O processo de aprovação costuma variar entre algumas horas e até alguns dias.

Após o cadastro aprovado, você poderá cadastrar seus produtos. Existem basicamente duas formas de fazer isso: através de um integrador ou cadastrando o produto diretamente nas plataformas.

Como integrar com marketplaces?

Para integrar sua marca com os marketplaces existem alguns integradores e plataformas de ecommerce que facilitam esse processo.

A grande vantagem de utilizar um integrador ou plataforma é que você não precisa cadastrar os produtos novamente em cada marketplace – basta fazer um cadastro.

Além disso, toda a gestão das vendas fica concentrada nesse integrador/plataforma.

Eu indico duas ferramentas: o Bling e a Tray.

O Bling é um ERP que funciona como integrador para praticamente todos os marketplaces do mercado. Além disso, você pode gerir suas vendas nesses canais, gerar nota fiscal e muito mais.

banner bling

Já a Tray é uma plataforma de ecommerce, ideal para quem deseja ter seu próprio ecommerce. A Tray também permite integrar com praticamente todos os marketplaces do mercado e gerir as vendas.

A Tray, inclusive, é uma das poucas plataformas que permitem essa integração sem a necessidade de uma ferramenta de terceiros.

banner-tray-novo

A diferença entre as duas é que no Bling você não poderá disponibilizar seus produtos diretamente para compra para o consumidor final, aí é necessário contratar uma plataforma de ecommerce.

O caso mais comum é utilizar as duas ferramentas em conjunto.

+ Plataformas de ecommerce para vender moda: as melhores

Dicas para ter sucessos nos marketplaces

Tire boas fotos

Boas fotos são indispensáveis em qualquer ecommerce, ainda mais no segmento de moda. Tenha fotos de todos os detalhes e, se possível, com fundo branco e com modelo.

Quanto mais informações, melhor

Ter informações completas ajuda e muito que o cliente decida pela compra. Incluir as informações sobre a peça, tecido, coleção, estampa, cores e tamanhos são essenciais.

Precifique corretamente

A precificação correta garante não só sua lucratividade mas também sua concorrência dentro dos marketplaces.

O preço é um dos principais critérios levados em conta para mostrar qual lojista aparece primeiro na página de compra.

Além disso, é preciso levar em consideração a comissão dessas plataformas.

Os melhores marketplaces de moda

Dafiti

Um dos maiores ecommerces de moda do Brasil. Segundo eles, cerca de 30% dos brasileiros acessam o site por mês.

A Dafiti não aceita revendedores – apenas marcas próprias.

Comissão da Dafiti

Varia entre 25% e 30% + mensalidade fixa de R$ 299.

Zattini

A Zattini é a concorrente direta da Dafiti. Vende de roupas a sapatos e acessórios. A Zattini é gerida pelo Magalu, então o cadastro é o mesmo. A Netshoes também faz parte desse grupo.

Comissão da Zattini

As taxas variam entre 10% e 20%, a depender da categoria.

Netshoes

A Netshoes é focada em vestuário esportivo. Como disse acima, faz parte do grupo Magalu.

Comissão da Netshoes

As taxas variam entre 10% e 20%, a depender da categoria.

Shein

Um dos maiores ecommerces de moda do mundo, a Shein vem ganhando cada vez mais relevância e recentemente passou a permitir que varejistas brasileiros vendessem através da plataforma.

A comissão é a menor do mercado (ao menos por enquanto). Aparentemente, por enquanto só permite vendedores de São Paulo e região, que é onde fica o galpão da marca.

Comissão da Shein

A Shein cobra comissão de 16%.

Shopee

A Shopee é muito conhecida por vender produtos de tecnologia, especialmente vindos da China. Porém, tem ganhado relevância em outros segmentos, atraindo lojas de moda e cosméticos.

A vantagem da Shopee são as campanhas de frete grátis e das grandes promoções, que acontecem mensalmente – inclusive uma delas é focada em vestuário.

Comissão da Shopee

A Shopee divide a cobrança de comissão em duas:

Para quem oferece frete grátis: 14% + 6% do frete grátis + R$ 3 por venda, com limite de até R$ 100.

Para quem não oferece frete grátis: 14% + R$ 3 por venda, com limite de até R$ 100.

C&A

Uma das maiores lojas online de moda do Brasil, vende principalmente sua marca própria. Aos poucos têm aberto para que outros varejistas vendam através de seu site.

Comissão da C&A

Não divulga.

Riachuelo

Outra gigante do varejo de moda brasileiro. Infelizmente a integração é limitada a poucas ferramentas, ao menos por enquanto.

Comissão da Riachuelo

Não divulga.

Elo7

O Elo7 é um site focado em produtos artesanais. Possui mais de 23 milhões de visitantes mensais.

Infelizmente não oferece integração com outras ferramentas, então é necessário cadastrar seus produtos manualmente.

Comissão do Elo7

Varia entre 12% e 18%.

Outros marketplaces para vender moda

Os marketplaces abaixo não são focados em moda, mas também possuem essa categoria. Como nenhum deles têm custo fixo, não custa nada incluir em sua estratégia.

Amazon

Um dos maiores sites de comércio eletrônico do mundo. A Amazon vende de tudo – de livros a eletrodomésticos. A categoria de moda tem crescido em importância dentro da plataforma, inclusive com marcas renomadas sendo vendidas por lá.

Comissão da Amazon

A Amazon cobra 15% de comissão para a categoria de moda.

Magalu

O app do Magalu tem mais de 37 milhões usuários ativos mensalmente – segundo a empresa. Ao se cadastrar no Magalu, você também poderá vender na Zattini e Netshoes.

Comissão do Magalu

O Magalu cobra 18% de comissão + R$ 5 de taxa fixa por pedido acima de R$ 10.

Americanas Marketplace

Formado pela junção de sites – Americanas, Shoptime e Submarino – o grupo Americanas possui uma grande audiência na internet, o que pode ser vantajoso para sua marca.

Comissão da Americanas Marketplace

A Americanas cobra 19% de comissão na categoria moda.

Via Marketplace

Composta pelos sites Ponto, Casas Bahia e Extra, é mais conhecida por vender eletrônicos. Além disso, a comissão é uma das maiores do mercado.

Comissão da Via

A Via cobra comissão de 21% – promocionalmente, a taxa está em 17% até o final de 2024.

Mercado Livre

Um dos maiores sites de comércio eletrônico do Brasil, o Mercado Livre (ML) vende de tudo, de tecnologia à moda.

Para quem vende moda, existe um destaque no menu da home levando para essa categoria. Ou seja, há um grande foco do site em vender esse tipo de produto.

Para vender no ML é necessário ter um cadastro de pessoa física.

Comissão do Mercado Livre

A comissão é variável de acordo com a categoria escolhida para anunciar. Veja:

ClássicoPremium
Exposição médiaExposição máxima
xOferece parcelamento sem juros
Entre 10% e 14%Entre 15 e 19%

Além disso, há uma taxa fixa de R$ 6 para produtos abaixo de R$ 79. Confira todos os detalhes aqui.

Perguntas frequentes sobre marketplaces de moda

Quais são os melhores marketplaces para vender moda?

1. Dafiti; 2. Zattini; 3. C&A; 4. Riachuelo; 5. Shein; 6. Netshoes; 7. Tricae; 8. Shopee; 9. Kanui; 10. Amazon; 11. Magalu; 12. Americanas; 13. Via; 14. Mercado Livre.

cta-blog-comparativo-plataformas

Deixe um comentário